Procon Estadual autua agência do Santander

0
15
Foto: Procon/MS

O desrespeito ao consumidor continua  na maioria das agências bancárias de Campo  Grande, por mais que clientes denunciem e a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast procure coibir abusos recorrentes.

Em recente  diligência na unidade do Banco Santander do Brasil, localizada na rua Ceará, atendendo a denúncia formalizada por meio do aplicativo “Fale Conosco” do site procon.ms.gov.br, infrações já combatidas  foram novamente flagradas, nesse caso com  agravante de que as senhas emitidas no totem eletrônico apresentam data e horário diferentes da realidade.

No comprovante de entrada emitido às 14h30 do dia 14 de novembro último, por exemplo, trazia estampada a data de 22 de agosto de 2 016 como se tivesse sido emitida às 13h30 daquele dia. Outra irregularidade vedada por Lei é que o registro do tempo de  espera foi feito a mão e, além disso, os comprovantes  retirados no totem são em papel termossenivel.

Como  se não bastasse, as placas que identificam atendimento prioritário estão incompletas uma vez que não expõem o direito a pessoas  portadoras de Transtorno e Espectro Autista (autismo). E, ainda, mesmo sem  mostrar comprovantes,  vários  clientes que estavam no local reclamaram que o tempo de espera estava superando uma hora, quando o considerado razoável são  15 minutos.