Sitiante é autuado em R$ 12,8 mil por degradação de nascente

0
17
Foto: Polícia Militar Ambiental

A Polícia Militar Ambiental de Aquidauana autuou na quinta-feira (8) um sitiante em R$ 12,8 mil por degradação de nascente e exploração de madeira em áreas protegidas por lei da propriedade. O infrator realizou a construção com auxílio de máquina no local, de canais de nascentes, dentro da reserva legal do sítio e os canalizou para um açude. A equipe verificou ainda, a derrubada de diversas árvores nativas usadas em estacas para cerca e tábuas para a construção de um curral para o gado.

O proprietário do sítio (41), residente em Anastácio, informou que não possuía licença ambiental para as atividades, que foram paralisadas pelos Policiais. A madeira foi apreendida. Ele foi multado administrativamente em R$ 12.800,00 e responderá por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP), cuja pena é de um a três anos de detenção. O autuado foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Árvore derrubada para exploração da madeira na área protegida.
Curral construído com a madeira extraída da área protegida.