Lava-jato é interditado devido a lançamentos de efluentes sem tratamento em valas

0
27
Foto: PMA

Depois de receber denúncia de poluição ambiental, em que um lava-jato de caminhões estaria lançando efluentes à céu aberto, a Polícia Militar Ambiental de Aquidauana foi ao local e interditou a empresa que funcionava irregularmente à margem da estrada colônia Pulador, próximo ao córrego Combate no município de Anastácio. No local da denúncia, os Policiais constataram, que na área da empresa de lavagem de veículos, havia uma vala aberta que transbordava efluentes de coloração escura e com forte odor. As atividades foram paralisadas. O empresário (55), residente em Anastácio, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 5.000,00. Ele também poderá responder por crime de poluição. O autuado foi notificado a regularizar toda a situação de tratamento e remover os resíduos contaminantes.