MAUS-TRATOS: Cães eram mantidos sem água e comida

0
25
Foto: PMA

IVINHEMA-MS (Correspondente) – A PMA (Polícia Militar Ambiental) recebeu denúncia de que um cachorro estaria sofrendo maus tratos em uma residência no bairro Itapoã no município. Segundo a denúncia, o proprietário do cão estaria viajando e o animal estava trancado no imóvel sem água e alimento. Uma equipe da PMA foi imediatamente ao local e contatou à Polícia Civil bem como um Médico Veterinário para acompanharem a ocorrência.

Na residência, os Policiais confirmaram a denúncia. O animal se encontrava com visíveis sinais de desnutrição, com ferimentos, infestados de carrapatos, em meio a muita sujeira e com dificuldades de locomoção, devido à falta de cuidados.

Durante o atendimento da ocorrência o proprietário do animal chegou à casa e informou que havia solicitado a um vizinho que cuidasse do animal no período de sua ausência, porém, esquecera de fornecer as chaves para que ele pudesse adentrar no imóvel.

O médico veterinário realizou o atendimento emergencial ao cachorro, que já só conseguia se locomover se arrastando e emitiu um laudo atestando os maus-tratos. O infrator (32), residente em Ivinhema, recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde ele foi autuado em flagrante pelo crime ambiental de maus-tratos. A pena prevista para este crime contra cães e gatos é muito mais restritiva do que para outros animais, sendo de dois a cinco anos de reclusão.

O infrator também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.000,00 pela equipe da PMA. O cachorro foi apreendido e encaminhado para uma organização protetora de animais da cidade de Ivinhema.