Som da Concha deste sábado traz MPB e Pop Rock com Kelly Lopes e Os Alquimistas

0
30
Foto Divulgação

O Som da Concha deste sábado, 16 de outubro de 2021, leva ao público a genuína música popular brasileira com muito samba e forró na voz de Kelly Lopes, às 18 horas, e como show de encerramento, Os Alquimistas apresentam seu pop rock autoral, às 19 horas. Projeto criado em 2008 pela Fundação de Cultura de MS, o Som da Concha leva shows quinzenalmente aos finais de semana na Concha Acústica Helena Meirelles, que fica no Parque das Nações Indígenas. A iniciativa valoriza e difunde a produção musical sul-mato-grossense. A entrada é franca.

Kelly Lopes, está há 3 anos profissionalmente envolvida na cena musical de Campo Grande, desenvolvendo cada dia a experiência de levar ao público a música popular brasileira em suas diversas vertentes. Seu trabalho carrega uma mistura de samba e forró num show marcado pelos ritmos genuinamente brasileiros e sua alegria. Cantou em bares e festas com bandas como a Pleboues e a Brisa Morena. Participou do edital Aldir Blanc lançando seu primeiro EP, produzido por Leandro Perez. A banda que a acompanhará é formada por Gerson Espinosa na percussão e cavaquinho, Felipe Nahas na bateria, Luciano de Sá no baixo e Dhonattas Oliveira na guitarra. “Neste show o público vai acompanhar canções que foram escritas por grandes amigos meus e outras que marcaram o início da descoberta da minha carreira solo”, afirmou Kelly.

Os Alquimistas

Com quase uma década de atuação, Os Alquimistas estão mais afiados do que nunca. A banda é conhecida por apresentar um som “retrô”, explorando o uso de instrumentos antigos e o agito contagiante do rock em seus 3 primórdios. As músicas do trio são carregadas de referências à vida noturna e boêmia da capital sul-mato-grossense.

O trio se uniu em 2013, formado por Bo Loro (bateria) e os irmãos Perim (baixo) e Leotta (piano), em Campo Grande. Começaram as apresentações em 2014, na Chácara Sagarana, com repertório composto por músicas dos anos 1960/1970 de conjuntos como Os Mutantes e The Beatles. Acompanharam o cantor Maurício de Barros Almeida (Expresso Arrasta-Pé) em diversas ocasiões. Logo a banda conquistou público para se apresentar em outras casas de show. Tocaram em casas noturnas conhecidas de Campo Grande como Hangar, 21 Music Bar, Motorcycle Rock Pub, Bar Fly, Drama Bar, Holandês Voador e Resista.

Já com repertório de músicas autorais, Os Alquimistas participaram como banda de abertura no evento Som da Concha em 2016. No ano de 2017 o trio fez sua primeira viagem para shows no Rio de Janeiro. A banda também excursionou pelas cidades de Corumbá e Dourados (MS). De volta a Campo Grande, o trio lotou a Morada dos Bais em um show inesquecível.

Em 2018, se apresentaram em  São Paulo no Festival Volume Morto e pela segunda vez o grupo participa como banda de abertura no Som da Concha. No mesmo ano a banda também se apresentou na Cidade do Natal e lança seu primeiro EP intitulado “Cidade Pequena”, com quatro faixas autorais, gravado e mixado por Anderson Rocha no Estudio 45.

Com a divulgação do EP, a banda foi indicada ao Prêmio Dynamite de Música Independente 2020 e concorreram pela categoria “Revelação”. Também concorreram com a faixa “Cara Bacana” a “Hit do Ano” pelo Prêmio Gabriel Thomaz de Música Brasileira. Em dezembro de 2019 o trio participou da gravação da faixa e clipe “Doidos Demais”, com Paulo Simões e Rodrigo Sater. No final de dezembro de 2020 a banda lançou o single “O Ano Sem Natal”, que ultrapassou mais de 100.000 visualizações no Facebook.

Serviço – Devido à pandemia do Covid-19, a edição 2020 do projeto acontece de forma híbrida, com transmissão ao vivo pelo www.youtube.com/fundacaodeculturamsoficial e pelo Facebook da Fundação de Cultura de MS.